SERMÃO N° 23 – 08.06.2020 | Tema: “Consagração, desafio para a vida”.
5 de junho de 2020
SERMÃO N° 25 – 22.11.2020 | Tema: “Porque Poucos são Íntimos de Deus?”- Parte 2
18 de junho de 2020
Exibir tudo

IGREJA METODISTA CENTRAL DE MARINGÁ

Texto: Deuteronômio 34.10

Quebra-gelo: Pense em alguém que você gostaria de conhecer melhor? O que dificulta esse desejo de se cumprir?

Introdução: A vontade é um fator preponderante para que um relacionamento possa se aprofundar, mas não é o único fator. Afinidade e oportunidades também são essenciais para que relacionamentos e amizades sejam firmados. Por mais que gostemos de alguém, se não conseguirmos passar tempo com essa pessoa, não nos tornaremos amigos íntimos. Com Deus não é muito diferente disso, sabemos que Deus deseja desenvolver intimidade conosco.  A Bíblia fala no texto de Deuteronômio que lemos que nunca mais se levantou em Israel um profeta como Moisés, com quem Deus tratasse face a face; vemos também que entre milhares de pessoas que Deus desejava chamar de “seu povo”, uns poucos foram chamados de íntimos ou usufruíram da intimidade de Deus, por quê? Gostaria de refletir em alguns textos bíblicos com você, vejamos:

I – Falta de temor. (Deuteronômio 5.29 …quem me dera se tivessem tal coração, que me temessem…) – falavam verdades a respeito de Deus, porém sem nenhuma íntimidade com Ele. Temer a Deus é estimá-lo, honrá-lo, ter a maior consideração para com Ele, demonstrar respeito e valorização para com Deus e a sua vontade. Não gostamos de estar com pessoas que não nos respeitam. A palavra nos orienta em Provérbios (Provérbios 9.10) que “…o temor do Senhor é o princípio da sabedoria e o conhecimento do Santo é prudência”. Porque muitas vezes nos perdemos nas lutas do dia-a-dia? Como está o nosso nível de intimidade com o Senhor? Você de alguma maneira tem desrespeitado Deus? Se essa tem sido a sua história, mude sua atitude agora.

II – Coração Dividido (Tiago 4.4. e I João 2.15). – Em II Timóteo 4.10, Paulo fala que seu companheiro de batalha, Demas, o abandonou porque amou o presente século, desejou mais a outras coisas do que aquilo que fazia junto com Paulo para Deus. O mesmo acontece com muitos em relação a Deus hoje, amam mais as coisas que podem adquirir e usufruir no mundo do que a vontade, a presença e a amizade de Deus em suas vidas. Prezam mais seu conforto e tranqüilidade do que uma vida para honrar e glorificar a Deus. A Bíblia diz que não é possível ser amigo do mundo e de Deus, não é possível agradar aos dois, não é possível ser abençoado pelos dois. O que tem ocupado mais o espaço do teu coração?

III – Falta de tempo (Marcos 3.14) – O primeiro convite do Senhor é para estarmos com Ele e só depois fazermos a sua obra. Se não buscarmos a amizade de Deus por meio de Jesus, todas as outras coisas ficam comprometidas. É desafio para você enquanto pessoa, enquanto família, enquanto patrão ou empregado, é desafio para você enquanto filho (a), enquanto irmão na fé. O convite é para estarmos com Ele, se não fizermos isso nunca seremos íntimos dEle e comprometemos muitas coisas em nossas vidas.

Conclusão: Você gostaria de ser amigo íntimo de Deus? O que você está disposto(a) a fazer para isso? Está disposto(a) a entregar sua vida e sua agenda a Ele e deixá-lo mudar o que preciso for? Está disposto a receber dEle, somente dEle a cura que você necessita. Vamos orar.

Os comentários estão encerrados.